Mulheres contam mitos sexuais que aprenderam com pornografia

Estudo: dormir encostado mostra uma relação mais feliz
15 de Maio de 2014
Saiba o que homens e mulheres pensam ao verem o parceiro nu
19 de Maio de 2014
Exibir todos

Mulheres contam mitos sexuais que aprenderam com pornografia

A pornografia pode dar impressões erradas sobre o que é o sexo no mundo real: os corpos esculturais e bronzeados, as posições acrobáticas e o prazer que leva homens e mulheres a um estado de loucura são apenas alguns deles. Por isso, o Huffington Post organizou uma lista de 11 coisas que as mulheres aprenderam com a pornografia, mas descobriram que eram apenas mitos quando tiveram suas próprias experiências sexuais. Motel em SV Veja:

Corpos anormais: elas pensavam que teriam que fazer cirurgia estética nos lábios vaginais e sentiam vergonha de ficarem nuas em frente ao parceiro porque se viam como aberrações em comparação às estrelas do cinema pornô.

Tudo se concentra no prazer masculino: elas pensavam que fazer sexo era como dar prazer ao homem e fingir um orgasmo. Elas também aprenderam com a pornografia que era normal o homem não se importar com o prazer da mulher.

Ser sexy é incrivelmente específico: as mulheres pensavam que, para ser sexy, era preciso fazer coisas como uma dança ou até um strip-tease. Mas descobriram que cada mulher é sensual do seu próprio jeito.

Homens não gostam de mulheres com pelos: elas pensavam que os parceiros esperavam que a região íntima da mulher estivesse sempre sem qualquer pelo.

Chegar ao orgasmo é fácil: os filmes deixaram a impressão de que chegar ao clímax era muito mais fácil do que elas descobriram na prática. Por conta disso, chegaram a pensar que tinham algum problema, já que, na pornografia, o orgasmo é quase instantâneo.

Os homens só acham atraentes as mulheres saradas: descobriram que os corpos perfeitos são menos comuns e frequentes na realidade.

Todos os pênis são circuncidados e têm 20 cm: a variedade é muito maior do que o mostrado na pornografia.

Posições sexuais extremas são agradáveis para o casal: elas descobriram que a maioria delas não é nada confortável e que a melhor coisa é o contato de pele com o parceiro.

É preciso fazer tudo que as atrizes pornôs fazem para agradar o parceiro: com o tempo, descobriram que não precisam deixar o homem ejacular no rosto delas se não quiserem. Ou forçar gemidos só para agradar o parceiro.

Homens estão sempre dispostos ao sexo: elas achavam que o parceiro sempre estaria pronto para uma noite excitante, mas descobriram que nem sempre eles conseguem ter ereção de uma hora para outra.

Sexo entre duas mulheres só acontece para homens assistirem: elas pensavam que relações sexuais lésbicas envolviam mulheres sensuais à espera de um homem para assisti-las.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *